Pages

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Regência Verbal e nominal - Exercícios - 9o. ano

Regência 

Termo regente ou subordinante - recebe um complemento.
Termo regido ou subordinado - completa o significado do termo regente.

Regência nominal é a relação de dependência entre o nome e o termo regido:
As cidades históricas precisam de investimentos.

Nomes( substantivos, adjetivos e advérbios) admitem uma preposição ou mais na regência:
Ele é acostumado a roubar.
Ele está acostumado com a pobreza.

acessível a, para, por 
acostumado a, com;

adequado a, com, para;
afável com, para;
afeiçoado a, por;
aflito com, por;
alheio a, de;
ambicioso de;
amizade a, por, com;
amor a, por;
ansioso de, para, por;
apaixonado de, por;
apto a, para;
atencioso com, para;


atentado a, contra;
aversão a, por;
ávido de, por;


bacharel em, por;
banhado de, em, por;
benéfico a, para;
capaz de, para;
cobiçoso de, por;
conforme a;
constante de, em;
constituído com, de, por;
contemporâneo a, de;
contente com, de, em, por;

contrário a, de, em, por;

criativo com, para com;
cruel com, para;
curioso de;
desgostoso com, de;
desprezo a, de, por;
devoção a, por, para, com;
devoto a, de;


digno de;
doutor de, em, por;
dúvida em, sobre, acerca de;
empenho de, em, por;

entendido em, por;
erudito em;
estranho a, de, para;
falta a, com, para;


favorável a, para;
fiel a, em, para com;
idêntico a;
imediato a, 
imbuído de, em;

impaciente com, de, por
imune a, de;

incapaz de, em para;
inclinação a, para, por;
incompatível com;


inconstante em;
incrível a, para;
junto a, de;

leal a , com, em, para, para com;
lento de, em;
liberal com, de, em , para com;
mau com, de, para, para com;
morador de, em;
natural a, de, em, para
necessário a, em, para;
negligente em;
nocivo a, para;
obediente a; 
passível de;
perito em;
pobre de;
posterior a;
preferível a;
propenso a, para;
próximo a, de;
respeito a, com, de, por, para;
situado a, em, entre;
último a, de, em;
único a, em, entre, sobre.



Regência verbal é a relação de dependência entre o verbo e o termo regido:
Precisou de água.

Os verbos podem mudar de significado de acordo com a transitividade ( direto, indireto, direto e indireto, intransitivo):

Assistiu o paciente. = (ajudar) = transitivo direto.
Assistiu ao jogo. = (ver) = transitivo indireto
Assisto em Recife. = (morar) = intransitivo, mas exige preposição EM.



ASPIRAR
No sentido sorver, absorver (pede objeto direto - não tem preposição).
Aspiro o ar perfumado do campo.
 No sentido de almejar, objetivar (pede objeto indireto - tem preposição "a").
A professora  aspira à aposentadoria.

ASSISTIR


* No sentido de ver ou ter direito (TI - preposição A).
Assistimos a um bom filme.
Assiste ao trabalhador o descanso semanal remunerado.
No sentido de prestar auxílio, ajudar (TD )
O médico assistiu o paciente.
ESQUECER, LEMBRAR
É (TD), se desacompanhados de pronome.
Você esqueceu a bolsa.
Ela lembrou o amado distante.

Quando acompanhados de pronomes, são TI e constroem-se com a preposição DE.

Ela se lembrou da bolsa. 
Você se esqueceu de mim?
IMPLICAR
É TD, quando significar fazer supor, dar a entender; produzir como consequência, ou seja, acarretar.
Estes documentos implicam denúncia contra o deputado.
É TI com a preposição COM, quando significar antipatizar.
Não sei por que o minha sogra implica comigo.
NAMORAR (TD)
Arthur namora Gabriela.

OBEDECER, DESOBEDECER (TI)
Devemos obedecer às leis. 
Aquele aluno não obedece aos professores.

PAGAR, PERDOAR
São TD com objeto direto de coisa e TI com objeto indireto de pessoa.
Deus perdoe nossos pecados
Perdoo os erros ao amigo.

PREFERIR (TD e I)
Preferia um bom vinho a uma cerveja.
Obs.: Não se deve usar mais, muito mais, antes, mil vezes, nem que ou do que.

VISAR
É TI  no sentido de ter em vista, objetivar 
Não visamos a  lucro algum.
É TD no sentido de mirar ou dar visto 
Ele visava o alvo.
A professora visava as provas.



Exercícios 

Assinale o erro de regência verbal.
a) Ele assistia com carinho os enfermos daquele hospital.
b) Não quero assistir esse espetáculo.
c) Carlos sempre assistiu em Belo Horizonte.
d) Não deixe de assistir àquele jogo.

2) Há erro de regência verbal na opção seguinte:
a) Aspirou profundamente o forte odor do café.
b) Ela não pode visar o passaporte.
c) Todos visam uma vida de paz.
d) Ali as pessoas aspiravam à fama.

3) Aponte a frase que apresenta incorreção de regência verbal.
a) Mário pagou o carro.
b) A moça perdoou a indiscrição do colega.
c) Antônio deixou de pagar o ajudante ontem.
d) Perdoemos aos que nos ofendem.

4) Marque o erro de regência verbal.
a) Prefiro estudar que trabalhar.
b) À cerveja prefiro o leite.
c) Prefiro leite a cerveja.
d) Prefiro este nome àquele que ele propôs.

5) Está perfeita a regência verbal na alternativa:
a) O professor procedeu a chamada.
b) Sua permanência implicará grande prejuízo a todos.
c) Devemos obedecer o regulamento.
d) Irei na sua casa logo mais.


6. Tendo em vista  a relação de dependência manifestada entre um nome (termo regente) e seu respectivo complemento (termo regido), reescreva as orações a seguir, atribuindo-lhes a devida preposição.
a – O fumo é prejudicial * saúde.
b – Financiamentos imobiliários tornaram-se acessíveis * população.
c – Seu projeto é passível * reformulações.
d – Esteja atento * tudo que acontece por aqui.
e -  Suas ideias são compatíveis * as minhas.

7. Diante das orações que seguem, analise-as e indique aquela que não se adéqua ao uso da preposição “a”:
a – Estou ávido * boas notícias.
b – Esta canção é agradável * alma.
c – O respeito é essencial * boa convivência.
d – Mostraram-se indiferentes * tudo.
e – O filme é proibido * menores de dezoito anos.

8. Indique onde há erro de regência nominal:
a) Ele é muito apegado em bens materiais.
b) Estamos fartos de tantas promessas.
c) Ela era suspeita de ter assaltado a loja.
d) Ele era intransigente nesse ponto do regulamento.
e) A confiança dos soldados no chefe era inabalável.

9. As palavras ansioso, contemporâneo e misericordioso regem, respectivamente, as preposições:
a) a – em – de – para.
b) de – a – de.
c) por – de – com.
d) de – com – para com.
e) com – a – a.

10.  Está correta a regência da frase:
a) O filme que assistimos é excelente.
b) O emprego que aspirávamos era apenas um sonho.
c) O documento que visei era falso.
d) Simpatizei-me de ti.
e) Assisti o jogo ontem à noite.




Gabarito


1b, 2c, 3c, 4a, 5b, 6 à, à, de, a, com, 7a, 8 a, 9c, 10c.

Disponível em : http://exercicios.brasilescola.com/gramatica/exercicios-sobre-regencia-nominal.htm

8 comentários:

  1. Respostas
    1. Português é lindo agradece pelo comentário.

      Excluir
  2. Ajudou bastante nos estudos, Obrigado!

    ResponderExcluir
  3. Muito Bom! Ajudou muito nos estudos! Obrigado

    ResponderExcluir
  4. Olá, Helena. Posso utilizar esse ótimo material em sala de aula? Claro que citarei seu blog como referência! Obrigada!

    ResponderExcluir